Tratamento-dor-neuropatica-Goiania

Tratamento de dor neuropática em Goiânia: onde encontrar?

Você sabia que hoje a dor neuropática atinge pelo menos 10% da população brasileira e que muitas vezes não tem um tratamento correto?

O principal motivo da falta de tratamento adequado é que as pessoas não entendem a seriedade do problema.

Por isso é muito importante saber reconhecer os sintomas e assim procurar ajuda médica para fazer o tratamento de dor neuropática o quanto antes.

O tratamento é eficaz e pode ajudar a controlar os sintomas causados, assim sua rotina será muito melhor apenas com o acompanhamento correto.

Então, para você ficar por dentro, conheça mais sobre a dor neuropática, seus sintomas e tratamentos.

O que é dor neuropática?

Se você não conhece, a dor neuropática é um tipo de dor crônica, que geralmente aparece em determinados momentos do dia, ou até frequentemente.

Ela surge quando o sistema nervoso central ou periférico sofre algum tipo de dano, podendo ser em todo o sistema ou em apenas um pouco específico.

Segundo um estudo realizado no Reino Unido, a dor neuropática atinge principalmente mulheres com idade próxima aos 50 anos e com maus hábitos, como fumantes.

Atualmente, ainda não se sabe a verdadeira causa desse tipo de dor, porém, especialistas a relacionam seriamente com esses maus hábitos.

O que você deve saber, é que a dor neuropática tem sua divisão em 2 principais grupos, que são:

  • Mononeuropatia: quando as dores ou o incômodo afetam apenas uma região do corpo. Como por exemplo, uma perna ou braço. Nesses casos a dor não precisa ser constante, mas surge sempre no mesmo local. Existe ainda um tipo de mononeuropatia que atinge apenas um lado do corpo ou uma região do corpo. Isso acontece porque o dano pode atingir um nervo responsável por mais de um membro.
  • Polineuropatia: Já a polineuropatia é caracterizada pela dor neuropática generalizada, ou seja, ela aparece em diversas partes do corpo ao mesmo tempo. O motivo é o dano em diversos nervos em todo o corpo.

Causas da dor neuropática

Além dos maus hábitos, vírus e bactérias podem fazer surgir uma dor neuropática.

Dessa forma, esses microrganismos liberam toxinas no organismo que afetam o funcionamento do sistema nervoso.

No entanto, vale lembrar também que o diabetes na sua fase mais agressiva e degenerativa causa danos no tecido que reveste os nervos, sendo chamada de neuropática diabética.

Por fim, lesões físicas, como uma fratura, um osso quebrado ou cirurgias podem causar também a dor neuropática. A lesão aqui é mecânica e altera o nervo causando a dor ou o incômodo, na maioria desses casos o problema é temporário.

Dessa forma, é por esse motivo que as vitaminas e minerais são partes importantes do processo de manutenção da saúde, inclusive do sistema nervoso.

Portanto, uma alimentação deficiente pode sim causar a dor neuropática.

Sintomas da dor neuropática

Caso você venha a ter esse tipo de dor, saiba que os seus sintomas são bem como fraturas ou até má circulação.

Os principais sintomas são: sensibilidade ao toque, queimação, formigamento, choque e pontadas de dor.

Além disso, a dor pode vir acompanhada de inchaço, dormência, vermelhidão, edemas e má circulação localizado.

Quanto à intensidade, no início a dor neuropática é tolerável e quase sempre surge com longos intervalos.

Conforme a doença evolui as dores podem se tornar mais intensas chegando a níveis intensos e incapacitantes.

O formigamento e o edema são sinais que precisam ser observados para evitar o surgimento das dores fortes.

Em alguns casos as dores aparecem em determinados períodos do dia ou mesmo após algum tipo de ação.

Mesmo quem sofre com polineuropatia pode ter algumas crises menores que atingem apenas determinados membros do corpo.

No entanto, saiba que apresentar esses sintomas mencionados não é o suficiente para concluir que o paciente sofre com a dor neuropática.

Por isso, ao apresentar qualquer um dos sintomas de maneira frequente e sem justificativa, procure ajuda médica.

Saiba que um médico especialista em dor poderá te ajudar a descobrir o motivo das dores e ainda indicar o melhor tratamento.

Diagnóstico para tratamento da dor neuropática

O diagnóstico é feito a partir da avaliação médica, que pode ou não solicitar exames complementares. Isso porque em alguns casos os sintomas e as causas são muito claros e o tratamento pode ser iniciado imediatamente.

Para os casos mais iniciais o médico pode solicitar exames de imagem ou ultrassom para observar melhor como está a circulação e descartar outros tipos de problemas que causam sintomas parecidos.

O objetivo aqui não é apenas confirmar o diagnóstico, mas também tentar descobrir o motivo para a dor neuropática. Assim o tratamento será mais eficaz.

Tratamentos contra a dor neuropática em Goiânia

Existe um tipo de tratamento para cada tipo de dor neuropática, e podem ser desde o uso de medicamentos até cirurgias.

Tratamentos contra a dor neuropática com anestésicos

Os anestésicos são usados para tratar apenas as crises de dor, ou seja, tem efeito pontual. Esses medicamentos agem diminuindo a resposta aos estímulos nervosos, assim a dor é reduzida.

Mas, vale citar que os casos mais graves ou de dor mais intensa precisam de outros medicamentos.

Tratamentos contra a dor neuropática com anticonvulsivantes

Os medicamentos com efeito anticonvulsivantes têm o mesmo tipo de ação que os anestésicos.

A diferença é que a sua intensidade e efeito são bem maiores, por isso são usados nos casos de dor mais forte.

No entanto, você deve saber que apenas o médico poderá indicar esse tipo de medicamento.

Tratamentos contra a dor neuropática com antidepressivos

É muito comum que o paciente que sofre de dor neuropática desenvolva depressão com a evolução da doença.

Dessa forma, o uso de medicamentos com efeito antidepressivo ajuda a controlar outros problemas que podem surgir.

Tratamentos contra a dor neuropática com controle da dieta

Nos casos em que a dor neuropática é causada pela deficiência de vitaminas e minerais, ajustar a dieta e até indicar suplementação pode ajudar a reduzir e até tratar o problema em definitivo.

Tratamentos contra a dor neuropática com cirurgia de correção

Casos extremos de dor podem ser tratados com cirurgias diretamente nos nervos ou na medula espinhal.

Considerações finais sobre tratamento de dor neuropática em Goiânia

Conhecer sobre a dor neuropática é uma das partes essenciais na saúde do seu corpo, e depois de todas essas informações você consegue reconhecê-la.

Por fim, não esqueça de sempre, antes de qualquer diagnóstico, procurar um médico especialista em dores crônicas.

Gostou do artigo? Compartilhe!

WhatsApp
Facebook
Twitter
LinkedIn
Pinterest
Dr. Pedro Paulo Prudente

Dr. Pedro Paulo Prudente

Non magnis fermentum felis iaculis et sed. Tincidunt himenaeos sollicitudin massa pharetra arcu id. Consectetuer dis malesuada tellus vivamus habitasse torquent enim bibendum dictumst. Gravida molestie neque dignissim consectetur mi sem taciti sagittis. Vehicula amet habitasse per purus. Lorem sed tortor quisque luctus posuere vulputate

medico-acupuntura-coe-goiania-dr-pedro-paulo-prudente

Dr. Pedro Paulo Prudente

Dr. Pedro Paulo Prudente é um médico especialista em tratamento interdisciplinar da dor. Graduado em Medicina pela Universidade Federal de Goiás, com o título de Especialista em Acupuntura pela Faculdade Brasileira de Medicina. A Acupuntura vem da China Antiga, onde especialistas encontraram alívio da dor estimulando zonas específicas ao longo de caminhos energéticos chamados Meridianos, que ligam todos os nossos órgãos e sistemas, permitindo uma abordagem mais holística da saúde e do bem-estar.